Notícias | Dia a dia | US Open
Serena luta por 3h em honrosa despedida do US Open
02/09/2022 às 23h22

Em seu jogo de despedida, Serena chegou a salvar cinco match-points

Foto: Garrett Ellwood/USTA

Nova York (EUA) - Pela quarta vez em cinco dias de US Open, Serena Williams estava em quadra no horário nobre do Arthur Ashe Stadium, abrindo a sessão noturna desta sexta-feira, diante de quase 24 mil pessoas no maior estádio de tênis do mundo. Depois de duas vitórias em simples e de uma derrota na estreia de duplas, ao lado da irmã Venus Williams, a hexacampeã do torneio e vencedora de 23 títulos de Grand Slam foi desafiada pela australiana Ajla Tomljanovic. A partida teve 3h06 de duração e terminou com o triunfo da australiana por 7/5, 6/7 (4-7) e 6/1. 

Diante da possiblidade de o jogo marcar a despedida de Serena Williams do tênis profissional, o protocolo das partidas anteriores foi repetido nesta sexta-feira, com o longo vídeo de apresentação para a jogadora de 40 anos, que foi novamente anunciada no estádio como "a Maior de Todos os Tempos". E novamente, ela utilizou seu vestido de gala, cravejado de diamantes, e foi vista de perto por celebridades, como o cineasta Spike Lee e o jogador de futebol americano Russell Wilson. Da família de Serena, estavam Venus, além das também irmãs Lyndrea e Isha, a mãe Oracene, o marido Alexis e a filha Olympia, que completou 5 anos nesta semana.

Campeã do US Open em 1999, 2001, 2008 e com o tricampeonato entre 2012, 2013 e 2014, Serena Williams fez 21 participações no torneio e chegou pelo menos às oitavas em 19 edições. A última vez que ela havia perdido tão cedo em Nova York foi em 1998, aos 16 anos, em sua temporada de estreia na competição. A algoz na época havia sido a romena Irina Spirlea, então número 8 do ranking.

Algoz de Serena nesta sexta-feira, Tomljanovic está com 29 anos e já disputou quatro finais de WTA, ainda em busca de seu primeiro título. A australiana atingiu o melhor ranking da carreira em fevereiro, quando ocupou o 38º lugar. Na atual temporada, teve dois bons resultados recentes, chegando às quartas de final de Wimbledon e também no WTA 1000 de Cincinnati. Esta é a primeira vez que ela chega às oitavas no US Open em nove participações.

A adversária da australiana nas oitavas será a russa Liudmila Samsonova, 35ª do ranking e que vive grande fase no circuito. Campeã em Washington e Cleveland na preparação para o US Open, a jovem jogadora de 23 anos marcou sua 13ª vitória seguida ao superar nesta sexta-feira a sérvia Aleksandra Krunic por duplo 6/3. Samsonova venceu os últimos 18 sets que disputou no torneio e chega pela segunda vez às oitavas de final de um Grand Slam.

Tomljanovic buscou grande virada no primeiro set
Apesar de ter sofrido uma quebra no game de abertura, Serena se recuperou rápido no placar. Primeiro, pressionou nas devoluções e levou a australiana a cometer alguns erros com o forehand. Depois, sacou muito bem e não deu chances, chegando a vencer oito pontos seguidos. A ex-número 1 do mundo viveu, então, seu melhor momento na parcial, com games curtos e mostrando muita confiança em seus golpes. Até saque e voleio ela arriscou. Com uma nova quebra, Serena fez 5/3 no placar.

Sacando para o set, a hexacampeã viveu um momento de oscilação. Foram poucos primeiros serviços em quadra, que possibilitaram à rival ser mais incisiva durante o game. Tomljanovic é uma jogadora muito sólida dos dois lados e não precisava buscar sempre a definição dos pontos para que pudesse conquistar os winners. Mais consistente na reta final do primeiro set, a australiana venceu quatro games seguidos. Nas estatísticas, Serena tinha um winner a mais, 10 a 9, mas cometeu 16 erros contra apenas 9.

Serena abriu 4/0 no segundo set, mas só fechou no tiebreak

O segundo set começou com amplo domínio para Serena, que estava muito firme tanto no saque quanto nas devoluções. Ela rapidamente abriu 4/0 no placar. E ainda que Tomljanovic tenha devolvido uma das quebras, a vantagem construída pela norte-americana parecia ser confortável. Quando Serena liderava por 5/2, a australiana encarou um game de saque com 15 minutos de duração e sobreviveu a três set-points para manter o serviço. Na sequência, devolveu mais uma quebra e empatou o set. Na reta final do set, Tomljanovic atacou as paralelas e teve sucesso. Já no tiebreak, Serena abriu 4-1, permitiu a reação, mas venceu um incrível rali com 20 trocas de bola para recuperar a vantagem e fechar o set. 

Na abertura do terceiro set, Serena Williams conseguiu uma quebra de serviço e incendiou o público no estádio, mas Tomljanovic buscou o empate logo na sequência. A australiana seguiu jogando firme do fundo de quadra, enquanto Serena até chegava na maioria das bolas. Mas, desequilibrada, cometia erros ou ficava em posições desconfortáveis. A ex-líder do ranking tentava encurtar ao máximo os pontos e eventualmente tinha sucesso, especialmente com as devoluções.

Quando a australiana tinha 5/1 e iria sacar para o jogo, todo o público do estádio se levantou para aplaudir Serena Williams, visivelmente emocionada nos últimos momentos de sua brilhante trajetória no tênis. A multicampeã se recusava a entregar os pontos e conseguiu salvar cinco match-points até que a australiana finalmente conseguisse definir a partida.

Serena disparou 11 aces na partida contra apenas 3 de Tomljanovic e cometeu 7 duplas faltas contra 9 da rival. A norte-americana liderou a estatística de winners por 49 a 32 e cometeu 51 erros não-forçados contra 30 da australiana.

Comentários