Notícias | Dia a dia
Nishikori se inspira em Federer e vai insistir
03/12/2022 às 12h09

Miami (EUA) - Sem competir desde outubro de 2021, quando caiu na segunda rodada de Indian Wells, o japonês Kei Nishikori chegou a dizer que considerou a aposentadoria, mas mudou o discurso depois de ver o esforço de Roger Federer para tentar retornar à competição.

Assim, aos 32 anos, Nishikori ainda não se deu por vencido e diz que continuará buscando reabilitação para retornar ao circuito depois de ter operado o quadril.

"Falei casualmente que pensava em aposentadoria, mas depois percebi que iria repercutir muito e entendi que foi errado. Mas foi um sentimento honesto", explicou ele.

“Fiz muito esforço e é uma pena não ter dado em nada devido a uma lesão. Não sei se essa é a forma correta de dizer, mas me sinto meio talentosa e cheguei a uma posição que poucos conseguem alcançar, o que me faz sentir que é bom demais para desistir.

Ele admitiu que ver Federer continuar lutando e jogando até os 40 anos foi inspirador: "Se minha classificação mais alta na carreira fosse 100, eu poderia não ter pensado assim, e seria decepcionante encerrar minha carreira devido a uma lesão. Federer jogou tênis até os 40, então acho que posso continuar mais cinco anos pelo menos".

Sempre enfrentando lesões em sua carreira, o finalista do US Open de 2014 acredita no seu potencial: "Sou um tanto talentoso e alcancei posições e resultados que poucos conseguem".

Comentários