Notícias | Dia a dia | Australian Open
Brasileiros pegam chave dura nas duplas do AO
15/01/2023 às 11h28

Melbourne (Austrália) - O sorteio da chave de duplas masculinas não foi muito bom para os quatro representantes brasileiros na disputa, todos pegando jogos duros logo nas primeiras rodadas. Cabeça de chave 13 ao lado do espanhol David Vega, o gaúcho Rafael Martos foi o único que não se deu tão mal, justamente por estar entre os 16 favoritos.

Matos e Vega abrem campanha contra a parceria do monegasco Hugo Nys com o polonês Jan Zielinski. Passando pela estreia, eles cruzam com os vencedores do confronto que de um lado terá os australianos Max Purcell e Jordan Thompson e do outro o argentino Guillermo Duran e o austríaco Philipp Oswald. Porém, já nas oitavas eles podem cruzar com o norte-americano Rajeev Ram e com o britânico Joe Salisbury, segunda dupla mais bem cotada.

O mineiro Marcelo Melo entrou de última hora com um convite ao lado do norte-americano Mackenzie McDonald e foi talvez quem se deu pior. Apesar dos bons resultados juntos, os dois terão a árdua missão de enfrentar na estreia o croata Ivan Dodig e o norte-americano Austin Krajicek, quintos pré-classificados na disputa.

Jogando com o italiano Andrea Vavassori, o gaúcho Marcelo Demoliner terá pela frente na primeira rodada a forte dupla belga de Sander Gille e Joran Vliegen. Se conseguirem avançar, eles deverão cruzar com os cabeças de chave 8, o espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos logo na fase seguinte.

Bem perto de Demoliner, com a possibilidade de encará-lo em uma eventual partida de oitavas de final, ficou o cearense Thiago Monteiro, que entrou na disputa com o espanhol Pedro Martinez. A estreia deles será contra os sul-africanos Lloyd Harris e Raven Klaasen, com os vencedores muito provavelmente desafiando os italianos Fabio Fognini e Simone Bolelli, nonos favoritos, logo na partida seguinte.

Comentários