Notícias | Dia a dia
Iga vence duelo de campeãs e encara Raducanu
14/03/2023 às 00h20

A número 1 do mundo marcou sua segunda vitória sobre Andreescu no circuito

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) - No encontro entre duas campeãs do WTA 1000 de Indian Wells, a número 1 do mundo Iga Swiatek fez valer sua melhor fase e deu mais um passo na tentativa de defender o título na Califórnia. A polonesa superou a canadense Bianca Andreescu, 36ª do ranking e vencedora do torneio em 2019, com parciais de 6/3 e 7/6 (7-1) em 2h06 de partida. Foi a segunda vitória de Swiatek sobre Andreescu no circuito, repetindo o recente resultado de Roma.

A líder do ranking mundial enfrentará nas oitavas a britânica Emma Raducanu, ex-top 10 e atual 77ª colocada, no encontro entre as duas últimas campeãs do US Open e que encerrará a rodada de terça-feira. Raducanu eliminou a brasileira Beatriz Haddad Maia, número 13 do mundo, nesta segunda. Swiatek venceu o único duelo anterior entre elas, disputado no saibro de Stuttgart entre elas.

A partida começou com games muito longos e uma quebra para cada lado. Pouco depois, Swiatek teve que escapar demais três break-points em seu serviço para fazer 3/2. As oportunidades perdidas custaram caro para Andreescu, que baixou a intensidade e sofreu uma quebra logo na sequência. Já a número 1 do mundo não teria mais o serviço ameaçado até o fim do set.

Logo na abertura do segundo set, Swiatek conseguiu uma quebra de serviço e saiu vencendo por 2/0. Mas Andreescu conseguiu se recuperar e viveu seu melhor momento na partida. Apostando em variações de altura e peso de bola, correndo muito para se defender, e trazendo a polonesa para a rede, a canadense chegou a virar para 4/2.

Mas bastou um game ruim de serviço de Andreescu para que Swiatek aproveitasse a porta aberta e iniciasse mais uma reação. A número 1 do mundo voltou a comandar os pontos com seu jogo agressivo e virou para 5/4. Sacando para o jogo, sofreu com as ótimas devoluções da canadense e teve o serviço quebrado.

A definição ficou para o tiebreak, em que a polonesa tentou trabalhar um pouco mais os pontos e reduzir o número de erros não-forçados. Com uma estratégia mais segura, definiu a vitória em sets diretos. Swiatek liderou a estatística de winners por 24 a 11 e terminou a partida com 32 erros não-forçados contra 22 da rival.

Comentários