Notícias | Dia a dia
Venus estreia contra Svitolina e tem chave mais difícil
30/06/2023 às 11h55

Londres (Inglaterra) - A chave feminina de Wimbledon deste ano está repleta de jogos interessantes logo na primeira rodada e talvez o de maior destaque entre eles seja o duelo envolvendo a veterana norte-americana Venus Williams, cinco vezes campeã no All England Club, e a ucraniana Elina Svitolina, semifinalista em 2019.

Apesar do grande histórico no Grand Slam britânico, Venus caiu na estreia em suas duas últimas aparições no torneio. Aos 43 anos de idade, ela tem apenas duas vitórias na temporada e ocupa a modesta 554ª colocação no ranking, entrando na disputa por convite. De quebra, ela leva a pior no retrospecto com Svitolina, perdendo três dos quatro duelos anteriores.

Tudo isso fez com que a chave da veterana norte-americana tenha sido considerada a mais difícil entre todas as mulheres em Wimbledon segundo aponta a ferramenta que analisa os dados do torneio. Já em relação a Svitolina, sua chave foi tida como neutra em relação às demais 127 concorrentes ao título.

O duelo de convidadas entre Svitolina e Venus é apenas um dos principais da primeira rodada feminina. Outro jogo interessante será entre as norte-americanas Sofia Kenin, campeã do Australian Open de 2021, mas que teve que furar o quali para entrar na disputa, e Coco Gauff, sétima favorita. Também vale a pena ficar de olho em outro embate 100% norte-americano entre Jessica Pegula e Lauren Davis.

Atual campeã, a cazaque Elena Rybakina terá uma estreia perigosa diante da norte-americana Shelby Rogers, dona de potentes golpes. Outra que terá trabalho logo de cara é a paulista Beatriz Haddad Maia, cabeça de chave 13, que será desafiada pela cazaque Yulia Putintseva, contra quem jogou uma vez, no começo do ano em Abu Dhabi, e venceu em três duros sets.

Comentários