Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Norte-americanos e argentino confirmam favoritismo
05/07/2023 às 14h32

Londres (Inglaterra) - Três dos principais nomes norte-americanos na chave de Wimbledon, Taylor Fritz, Frances Tiafoe e Tommy Paul confirmaram o favoritismo na estreia e avançaram para a segunda rodada. O mesmo também aconteceu com o argentino Francisco Cerundolo, que chegou embalado após conquistar o título no ATP 250 de Eastbourne, na semana passada.

Cabeça de chave número 9, Fritz foi o que teve mais trabalho entre todos ele, precisando de cinco sets para superar o alemão Yannick Hanfmann em partida de duas virada, fechando o jogo com o placar final de 6/4, 2/6, 4/6, 7/5 e 6/3, depois de 3h05 de batalha. Seu próximo rival será o sueco Mikael Ymer, que bateu o eslovaco Alex Molcan com 6/3, 6/3 e 6/4

Uma estreia mais tranquila teve Tiafoe, que passou pelo chinês Yibing Wu em sets diretos, marcando parciais de 7/6 (7-4), 6/3 e 6/4. Na segunda rodada, o décimo favorito medirá forças com o jovem suíço Dominic Stricker, que veio do quali e derrubou o australiano Alexei Popyrin com uma virada de placar final 3/6, 6/3, 6/2, 4/6 e 7/5.

Fechando a lista de norte-americanos que conseguiram confirmar o favoritismo na estreia nesta quarta-feira, o cabeça de chave 16 Tommy Paul superou o quali japonês Shintaro Mochizuki por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/3 e 6/1. Ele enfrentará na próxima rodada o canadense Milos Raonic, algoz do quali austríaco Dennis Novak.

Campeão na grama às vésperas de Wimbledon, Cerundolo manteve o ritmo e fez valer a condição de 18º favorito, suplantando o português Nuno Borges de virada, com parciais de 5/7, 6/3, 6/3 e 6/4. Ele terá agora pela frente o tcheco Jiri Lehecka, que bateu o convidado austríaco Sebastian Ofner com triplo 6/4.

Outro argentino que brilhou na primeira rodada foi Guido Pella, responsável por surpreender o croata Borna Coric, cabeça de chave 13, vencendo uma batalha de cinco sets com o placar final de 6/3, 7/5, 4/6, 3/6 e 6/1. Na segunda rodada, seu rival será o quali Harold Mayot, que levou a melhor no duelo 100% francês com Benjamin Bonzi, marcando 6/3, 6/4 e 7/5.

Comentários