Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Tiafoe e Dimitrov duelam, Fritz cai e Medvedev adia
06/07/2023 às 18h04

Londres (Inglaterra) - Mais um grande jogo está marcado para a terceira rodada masculina de Wimbledon. Recente campeão em Stuttgart, seu primeiro troféu sobre a grama, o norte-americano Frances Tiafoe enfrentará o búlgaro Grigor Dimitrov, que já foi semifinalista do Grand Slam britânico. Tiafoe ganhou dois dos três duelos, porém o mais recente foi há mais de quatro anos.

Nesta quinta-feira, o número 10 do mundo teve de evitar cinco set-points na primeira parcial antes de superar o suíço Dominic Stricker, com parciais de 7/6 (13-11), 6/4 e 6/2. O búlgaro, agora 24º do ranking, teve menor trabalho para tirar o bielorrusso Ilya Ivashka, por 6/3, 6/4 e 6/4.

Ainda nesse lado superior da chave, o russo Daniil Medvedev teve seu jogo contra o canhoto Adrian Mannarino suspenso por falta de luz quando o cabeça 3 liderava por 6/3, 6/3 e 4/4, mas havia acabado de perder o serviço e curiosamente foi o que mais insistiu com o árbitro pelo adiamento. O possível adversário também sairá na sexta, já que o húngaro Marton Fucsovics lidera por 2 sets a 1 contra o norte-americano Marcos Giron.

Fritz leva virada, Pella ganha outra
Na parte inferior da chave, uma grande surpresa. O sueco Mikael Ymer perdeu os dois primeiros sets, mas reagiu e bateu o norte-americano e cabeça 9 Taylor Fritz, com parciais de 3/6, 2/6, 6/3, 6/4 e 6/2. Número 59 do ranking aos 24 anos, ele está na terceira rodada de um Slam apenas pela segunda vez e terá chance de ir adiante já que enfrentará o colombiano Daniel Galan, que tirou o alemão Oscar Otte por 6/3, 3/6, 6/3 e 7/6 (7-3). Quem avançar, pode encarar Jannik Sinner.

Outro jogo inesperado terá o canhoto argentino Guido Pella contra o russo Roman Safiullin. Em recuperação após longo período contundido, Pella tirou Borna Coric na estreia e agora superou o francês Harold Mayot, por 2/6, 6/3, 7/6 (7-3) e 7/5. Responsável pela queda de Roberto Bautista em cinco sets, Safiullin ganhou do também francês Corentin Mouter, por 7/5, 6/3 e 7/6 (7-4).

Raonic se despede
Apesar de ter feito 21 aces, o canadense Milos Raonic parou no jogo de base firme do norte-americano Tommy Paul. O cabeça 16 desperdiçou match-point no terceiro set, mas concluiu em seguida com parciais de 6/4, 7/6 (7-4), 6/7 (4-7) e 6/4. Finalista de 2016, Raonic apareceu em Wimbledon pela primeira vez em quatro anos. Paul terá agora o perigoso tcheco Jiri Lehecka pela frente, depois que ele aplicou triplo 6/2 sobre o argentino Francisco Cerundolo, o campeão de Eastbourne.

Comentários