Notícias | Copa Davis
Dirigente italiano cobra reformulação na Davis e ITF
19/09/2023 às 11h34

Bolonha (Itália) - Presidente da Federação Italiana de Tênis e Padel, Angelo Binaghi pediu reformas profundas para a ITF. Em entrevista coletiva após a fase de grupos da Copa Davis em Bolonha, ele cobrou uma reformulação total na entidade que comanda o tênis mundial e também falou sobre a principal competição entre nações do tênis mundial, sem cravar um formato melhor, mas defendendo regras diferentes.

“O problema da Copa Davis é que mesmo com o formato anterior, trazer jogadores se tornou um grande problema. Assim que tive uma reunião com o Comitê da Copa Davis, eles me expulsaram imediatamente porque minha tese consiste em premiar a nação que tem uma maior quantidade de bons jogadores. Para isso você tem que jogar quatro simples e uma dupla, mas com quatro jogadores diferentes em simples”, disse Binaghi.

“Então vence aquele que trabalha na base. Assim você pressiona as nações a tentarem não confiar apenas no fato de que um (Roger) Federer ou (Novak) Djokovic nasceram por acaso em seu país”, comentou o presidente da federação italiana.

Binaghi pondera que os formatos diferentes da Davis possuem cada um suas vantagens e desvantagens. “A questão de continuar com esta fórmula ou jogar confrontos dentro e fora de casa é um problema que deve ser abordado com os jogadores. Jogar em diversos países ao mesmo tempo é mais importante para a popularidade do evento, mas vai de encontro ao calendário da ATP”.

Por fim, ele criticou bastante a administração do atual presidente da ITF David Haggerty. “O que aconteceu com a federação italiana há trinta anos provavelmente precisa acontecer com a ITF, talvez precisemos chegar a um ponto ainda mais baixo para que haja um movimento que reconstrua tudo do zero. Algo como Gaudenzi fez na ATP precisa ser feito na ITF, na governança geral do tênis mundial”, analisou.

Comentários